Atualizações do Controle Global do Tabaco

  • Políticas fortes de controle do tabaco evitaram quase 22 milhões de mortes desde 2007

    12 Jan 2017 | A Organização Mundial da Saúde (OMS) estabeleceu o MPOWER em 2008 para ajudar os países a implementar a Convenção-Quadro para Controle do Tabaco (FCTC). Um novo estudo publicado na Tobacco Control estima o impacto dos países que adotaram pelo menos uma medida “de alto nível” MPOWER ao longo de 2014. Os resultados se baseiam em projeções do SimSmoke, um modelo de simulação de políticas para controle do tabaco que estima os impactos de políticas sobre o número de fumantes e o número de mortes atribuídas ao fumo.

  • Exposição ao tabaco associada a infertilidade e menopausa precoce

    30 Dec 2016 | Um estudo publicado pela Tobacco Control avalia as associações entre a exposição ao tabaco durante toda a vida (incluindo tabagismo ativo e exposição ao fumo passivo) e infertilidade e menopausa natural antes dos 50 anos. O estudo é baseado em dados do Observational Study da Women’s Health Initiative, um estudo com mulheres na pós-menopausa com idades entre 50–79 anos que vivem nos Estados Unidos. Das 93.676 mulheres incluídas no Observational Study da Women’s Health Initiative, 88.732 tinham dados completos para análise de fertilidade, e 79.690 tinham dados completos para análise sobre menopausa natural.

  • Impacto do consumo de tabaco sobre a expectativa de vida em 63 países ao redor do mundo

    6 Dec 2016 | Um estudo publicado pela Tobacco Control avalia o impacto do consumo de tabaco sobre a expectativa de vida ao redor do mundo entre 1980 e 2010. Dados de mortalidade por causa específica da Base de Dados de Mortalidade da OMS (1980–2010) foram extraídos para 63 países. Os pesquisadores também estimaram o ganho potencial de expectativa de vida aos 40 anos de idade se as mortes relacionadas ao fumo na meia-idade (40–79 anos) fossem eliminadas. Entre os 63 países incluídos no estudo, 2 estavam localizados na África, 15 na América, 12 na Ásia, 32 na Europa e 2 na Oceania.

  • Reforma dos impostos sobre o tabaco de 2012 nas Filipinas demonstrou ser eficaz, um modelo para os outros países

    27 Oct 2016 | Em 2012, as Filipinas aprovaram uma reforma histórica na tributação de tabaco e álcool, popularmente conhecida como a “Lei dos Impostos sobre o Pecado”. A lei simplificou e aumentou muito os impostos sobre o consumo e contribuiu para a meta de saúde universal do governo, destinando uma fatia considerável da nova receita tributária para um fundo de saúde dedicado.

  • Advertências de saúde mais fortes em embalagens de cigarros funcionam

    13 Oct 2016 | Um estudo publicado na Social Science & Medicine examina o impacto de políticas que fortaleceram as exigências de advertências de saúde em maços de cigarros. Os pesquisadores revisaram 32 estudos de 20 países que avaliaram o impacto sobre conhecimento, crenças, atitudes, intenções e comportamento. A maioria dos estudos examinou mudanças de advertências de saúde apenas com texto para advertências gráficas; o restante examinou mudanças que fortaleceram advertências de texto ou gráficas. Juntos, os estudos envolveram 812.363 participantes.

  • Políticas de controle do tabaco no Brasil eficazes em diferentes setores populacionais

    26 Sep 2016 | O Brasil é líder global no controle do tabaco, tendo adotado um conjunto abrangente e eficaz de políticas públicas voltadas a prevenir e reduzir o consumo de tabaco. Um estudo de 2015 publicado no Tobacco Control examina como a implementação de várias políticas de controle do tabaco no Brasil, como grandes advertências gráficas de saúde em produtos de tabaco e sólidas restrições sobre a publicidade do tabaco, afetaram o comportamento de fumo e a saúde dos fumantes.

  • Resumo da decisão de arbitragem PMI v Uruguai

    13 Jul 2016 | Após o parecer incrivelmente forte no caso PMI v Uruguai, a CTFK desenvolveu dois documentos que resumem brevemente o parecer relativamente longo do tribunal.

  • Consumo de cigarros e hospitalização no Líbano

    22 Junho 2016 | O consumo de tabaco é um importante fator de risco para doenças cardiovasculares, câncer, doenças respiratórias e uma ampla gama de outras consequências negativas para a saúde resultando em hospitalização. Um estudo publicado no BMJ avaliou a relação entre fumo e hospitalização. A exposição ao fumo foi calculada de acordo com o status de consumo de cigarros (ou seja, fumante, ex-fumante ou nunca fumou) e “maços-anos” (estimado com base na duração, frequência e intensidade de consumo).

  • Lições da tributação do tabaco podem servir para países em desenvolvimento

    16 Junho 2016 | Em maio de 2016, o Banco Mundial realizou uma conferência sobre as pressões que os países em desenvolvimento enfrentam para diminuir suas alíquotas tributárias e encolher sua base tributária, evitando ao mesmo tempo a sonegação. Essas dinâmicas minam a capacidade de países em desenvolvimento de implementar projetos críticos do governo, além de programas para atender aos pobres.

  • Desenvolvida ferramenta para medir a sustentabilidade do controle do tabaco

    13 Maio 2016 | Um novo estudo do Tobacco Control examina a utilidade de uma ferramenta para avaliar e guiar a sustentabilidade de programas nacionais de controle do tabaco. Pesquisadores identificaram 31 indicadores de sustentabilidade baseados em relatórios de grupos da sociedade civil, autoridades governamentais e especialistas em saúde para a International Union Against Tuberculosis and Lung Disease de 2007 a 2015.

  • Leis antifumo melhoram a saúde cardíaca e reduzem as mortes relacionadas ao fumo

    6 Maio 2016 | A Cochrane Collaboration recentemente avaliou o impacto de proibições ao fumo em locais públicos e ambientes de trabalho fechados sobre a saúde e a exposição ao fumo passivo. A avaliação se baseia em 77 estudos de 21 países publicados até fevereiro de 2015. Dos 77 estudos, 44 examinaram os efeitos da ausência de fumo sobre a saúde cardiovascular, 21 sobre a saúde respiratória, 7 sobre a saúde perinatal, e 11 sobre mortes relacionadas ao tabaco. Os participantes dos 77 estudos incluíram fumantes e não fumantes.

  • O uso de narguilé é perigoso e precisa de forte regulamentação

    27 Abril 2016 | O consumo de tabaco por narguilé (“Waterpipe Tobacco Smoking”, WTS) está ganhando popularidade em todo o mundo. Uma meta-análise de pesquisas sobre o WTS publicada em Public Health Reports compara substâncias tóxicas inaladas do WTS e do consumo de cigarros. O artigo analisou 17 estudos em termos de volume de inalação de fumaça e níveis de nicotina, alcatrão e exalação de monóxido de carbono.

  • Nova pesquisa da OMS projeta importantes ganhos em saúde, desenvolvimento e econômicos decorrentes de aumentos nos impostos sobre o tabacos

    14 Abril 2016 | A Organização Mundial da Saúde publicou um estudo no início deste mês que investiga o potencial de que a tributação sobre o tabaco contribua para a agenda de 2030 de desenvolvimento sustentável, reduzindo o consumo de tabaco, salvando vidas e gerando receita tributária. Pesquisadores desenvolveram um modelo de simulação do mercado global de cigarros usando dados de 181 países que, juntos, representaram 98% dos fumantes do mundo. O modelo projeta os impactos de aumentos tributários sobre os preços de cigarros no varejo, a receita tributária de cigarros, a taxa de fumantes diários, e o número de mortes atribuíveis ao cigarro evitadas entre adultos globalmente em 2014.

  • Lei antitabaco abrangente em Hong Kong reduz internações hospitalares para crianças

    29 Feb 2016 | Tobacco Control publicou um estudo examinando o impacto da lei antitabaco abrangente de 2007 de Hong Kong sobre as internações hospitalares de crianças para infecções do trato respiratório inferior (ITRI). O estudo analisou dados de 75.870 registros hospitalares de crianças (idade de 18 anos e mais jovens) internadas para ITRIs entre janeiro de 2004 e dezembro de 2012. A análise da pesquisa controlou a qualidade do ar e clima.

  • 80% de advertências gráficas de saúde mais eficazes do que 50% no Uruguai

    5 Feb 2016 | Em 2009, o Uruguai aumentou o tamanho de seus rótulos de advertência gráfica (GHWs) de 50 para 80% da superfície total da frente e do verso de embalagens de tabaco. Um estudo recente da Pesquisa Uruguai da International Tobacco Control (ITC) publicado naTobacco Control mede o impacto desse aumento em termos de percepção, frequência de pensamentos sobre parar de fumar e dos danos do tabagismo, e com que frequência as GHWs impediram que fumantes fumassem um cigarro. A amostra do estudo longitudinal consistiu em 1.746 fumantes adultos (18 ou mais anos de idade) de cinco cidades.

  • Legislação antitabaco em Hong Kong salva vidas

    21 Dec 2015 | A exposição ao fumo passivo é uma causa bem estabelecida de uma variedade de danos para a saúde, levando à morte prematura. Um estudo recente publicado na revista BMJ mediu as mudanças nas taxas de mortalidade devido às doenças cardiovasculares, doenças respiratórias e outras causas depois que Hong Kong implementou uma lei antitabaco. A lei antitabaco de 2007 proibiu o fumo nas áreas internas de restaurantes, locais de trabalho e outros espaços públicos, mas permitiu algumas exceções (por exemplo, bares) até julho de 2009. Os dados sobre óbitos foram obtidos do Departamento de Estatística e Censo de Hong Kong para os anos 2001 a 2011. As alterações nas taxas de mortalidade foram calculadas ajustando-as para a taxa de tabagismo em Hong Kong.

  • Advertências Somente em Texto para Saúde Menos Eficazes do que as Advertências Ilustradas

    8 Dec 2015 | Em 2009, a China adotou duas advertências somente em texto impressas em 30 por cento da parte inferior de ambos os lados da parte da frente e de trás dos maços de cigarro. No mesmo ano, a Malásia adotou advertências ilustradas para saúde em 40 por cento da parte da frente e 60 por cento da parte de trás dos maços. Um estudo recente publicado em Tobacco Control (Controle do Tabaco) comparou os efeitos das mudanças da política vs. o que existia nos maços de cigarro em cada país antes de 2009: uma única advertência em texto no lado fino do maço. O estudo envolveu mais de 9.400 adultos fumantes (6.575 na China e 2883 na Malásia) e alterações medidas com base nos seis principais indicadores de eficácia da advertência para saúde: perceber, ler, evitar as advertências, renunciar os cigarros, pensar sobre os riscos do fumo para a saúde e pensar sobre parar de fumar.

  • O uso do tabaco sem fumo tem um impacto significativo sobre a saúde mundial

    04 Nov 2015 | Uma análise publicada na BMC Medicine estima a carga global de uso adulto de tabaco sem fumo pela primeira vez. A análise é baseada nos dados do estudo da Carga Global de Doença 2010 e revisões sistemáticas dos estudos epidemiológicos e de prevalência específica do país relacionados com o uso do tabaco sem fumo em todas as partes do mundo. As estimativas da carga global de doença do uso de tabaco sem fumo em termos de número de óbitos e anos de vida perdidos ajustados por incapacidade (DALYs) foram calculadas para 113 países. Os DALYs são o número de anos perdidos devido a problemas de saúde, incapacidade ou morte precoce.

  • O uso do tabaco para narguilé está crescendo no mundo todo: maior regulação é necessária

    02 Oct 2015 | Uma Nota Explicativa pelo Grupo de Estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o Regulamento do Produto do Tabaco considera que o tabaco para narguilé – também conhecido como “narghileh,” “shisha,” ou “hookah” – está cada vez mais sendo utilizado em todo o mundo, principalmente por pessoas jovens. O uso do tabaco para narguilé é amplamente mal compreendido pelo público por ser uma prática mais segura do que o consumo de cigarros. No entanto, esta segunda edição da Nota Explicativa conclui que existem muitos produtos químicos tóxicos no fumo do tabaco para narguilé, o que pode causar vários tipos de câncer e outros efeitos para a saúde a curto e longo prazo. Baseia-se em mais de 150 estudos publicados, revisões e dados de vigilância a partir da Global Adult Tobacco Survey e da Global Youth Tobacco Survey ao longo dos últimos 10 anos, e destacam a necessidade de pesquisa e regulamentação adicional dos produtos de tabaco para narguilé de acordo com a Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (CQCT) da OMS.

  • Eficácia das advertências gráficas de saúde na África: a experiência das Ilhas Maurício

    12 Aug 2015 | Em 2009, as Ilhas Maurício se tornaram o primeiro país da Região Africana da Organização Mundial da Saúde (WHO) a implementar advertências gráficas de saúde (GHWs) em embalagens de produtos de tabaco, com 60% de cobertura na frente e 70% de cobertura no verso das embalagens. Um estudo publicado no Nicotine & Tobacco Research descobriu que a implementação das GHWs nas Ilhas Maurício aumentou significativamente a eficácia das advertências, mas a eficácia diminuiu com o tempo. O estudo é baseado em dados da International Tobacco Control Mauritius Survey. Dados sobre 668 fumantes adultos (18 anos ou mais de idade) foram coletados antes e depois da implementação das GHWs em três ondas: 6 meses antes da implementação (Onda 1), e 10-12 meses (Onda 2) e 20-21 meses (Onda 3) após a implementação.

  • GATS Atlas: Comparação multipaís do consumo de tabaco destaca ações necessárias e progressos

    27 Jul 2015 | A CDC Foundation publicou recentemente o The GATS Atlas, uma compilação de dados de pesquisas nacionais de adultos com 15 anos de idade ou mais coletados em 22 países de baixa e média renda entre 2008 e 2013. Os dados desse recurso online cobrem 58% da população adulta do mundo. As informações são apresentadas pela estratégia MPOWER da Organização Mundial da Saúde (OMS), e também fornecem dados de destaque por região e para Tailândia e Turquia, dois países que conduziram duas rodadas de GATS.

  • Proibição do fumo na Inglaterra diminui internações hospitalares de crianças

    15 Jul 2015 | Um recente estudo publicado pela ERJ Express revelou que a lei antifumo de 2007 da Inglaterra, que proíbe o fumo em todos os locais públicos e na maioria dos ambientes de trabalho, resultou em menos internações hospitalares por infecções agudas do trato respiratório (IATRs) entre crianças. O estudo analisou dados de aproximadamente 1,65 milhão de internações hospitalares da base de dados Hospital Episode Statistics (de 2001 a 2012).

  • Estudo revela que cápsulas de sabor são enganosas e aumentam o apelo de produtos de tabaco

    20 Maio 2015 | Nos últimos anos, a indústria do tabaco introduziu cigarros com cápsulas de sabor em vários mercados, e relatórios da indústria destacam sua importância para o crescimento do market share. Um recente estudo publicado no jornal Tobacco Control examinou o consumo e a percepção de fumantes adultos sobre cigarros com cápsulas de sabor no filtro. Os autores do estudo coletaram dados entre 2012 e 2014 através de pesquisas online trimestrais com 5.723 fumantes adultos no México, 5.864 fumantes adultos na Austrália, e 6.865 fumantes adultos nos Estados Unidos. O estudo não apenas revelou que o uso de cápsulas de sabor aumentou, mas também que vários fumantes acreditam que cigarros com cápsulas de sabor são mais estilosos e menos prejudiciais que cigarros regulares.

  • Guia atualizado para estimar o comércio ilegal de cigarros é publicado

    04 Maio 2015 | O Economics of Tobacco Control Project da Universidade da Cidade do Cabo e o Tobacconomics, um projeto da Universidade de Illinois, em Chicago, recentemente publicaram um guia para avaliar os níveis de comércio ilícito de cigarros. Understanding and Measuring Cigarette Tax Avoidance and Evasion: A Methodological Guide pode ser usado por governos e pela sociedade civil para desenvolver estimativas confiáveis do comércio ilegal de cigarros, analisar estudos existentes e expor pontos fracos nas estimativas produzidas pela indústria do tabaco.

  • Relatório da OMS afirma que reduzir o consumo de tabaco em 30% nos países é fundamental para reduzir as mortes precoces por DNTs

    23 Abril 2015 | O Global Status Report on noncommunicable diseases: “Attaining the nine global noncommunicable diseases targets; a shared responsibility” da Organização Mundial da Saúde monitora o progresso mundial na prevenção e controle de doenças não transmissíveis (DNTs). O relatório também detalha ações prioritárias para atingir as nove metas globais a serem atingidas até 2025 a fim de prevenir e evitar as DNTs, incluindo a meta de redução de 30% no consumo de tabaco por adultos nos países.

  • Minando políticas tributárias governamentais: estratégias comuns empregadas pela indústria do tabaco em resposta a aumentos de impostos sobre o tabaco

    17 Abril 2015 | Uma nova publicação do Economics of Tobacco Control Project da Universidade da Cidade do Cabo e do Tobacconomics, um projeto da Universidade de Illinois, Chicago, detalha estratégias usadas pelas empresas de tabaco para evitar o impacto de aumentos de impostos planejados sobre o tabaco sobre os lucros das empresas, e destaca o que os governos podem fazer para preparar respostas eficazes.

  • Novo Tobacco Atlas revela que o uso de tabaco custa à economia global mais de US$1 trilhão por ano

    10 Abril 2015 | La Sociedad Americana contra el Cáncer y la Fundación Mundial del Pulmón publicaron The Tobacco Atlas, 5º edición, una herramienta de referencia para que usen los defensores en la lucha mundial contra el uso de tabaco en la 16º Conferencia Mundial sobre Tabaco o Salud. The Atlas detalla gráficamente la escala de la epidemia del tabaco; la influencia nociva del tabaco para la salud, la pobreza, la justicia social, y el medio ambiente; el progreso que se ha logrado en el control del tabaco; y los productos y las tácticas más actualizados que está utilizando la industria tabacalera. El sitio web de The Tobacco Atlas, que fue actualizado para proporcionar la mejor y última evidencia disponible, también incluye hojas informativas de países, infografías para descargar, datos sin procesar y videos que pueden compartirse fácilmente en los medios sociales.

  • Controle do tabaco melhora a saúde de gestantes e bebês no Uruguai

    02 Jul 2014 | Entre 2005 e 2012, o Uruguai instituiu um conjunto de fortes políticas de controle do tabaco. Até 2012, o governo proibiu praticamente todo o tipo de publicidade, promoção e patrocínio de produtos de tabaco, proibiu o fumo em todos os locais públicos e ambientes de trabalho fechados, exigiu a colocação de rótulos gráficos de advertência cobrindo 80% da frente e do verso de maços, permitiu apenas uma apresentação de maço de cigarros por marca e exigiu que profissionais da saúde tratassem da dependência da nicotina.

  • Consumo de tabaco cai após aumento de impostos na Turquia

    02 Junho 2014 | A Turquia aumentou o Imposto Especial sobre Consumo de tabaco no início de 2010. Um artigo da edição atual do Morbidity and Mortality Weekly Report (MMWR) revela que o aumento no imposto sobre o tabaco reduziu o consumo de cigarros manufaturados, especialmente entre os pobres. Os achados baseiam-se nos resultados da Global Adult Tobacco Survey (GATS) de 2008 e 2012 para a Turquia.

  • Recursos para apoiar os aumentos tributários sobre o tabaco para o Dia Mundial Sem Tabaco

    22 Maio 2014 | Aumentar os impostos sobre o tabaco é a forma isolada mais eficaz de reduzir o consumo de tabaco e salvar vidas. Países de todo o mundo têm aumentado com sucesso os impostos sobre o tabaco, reduzido o consumo de tabaco e criado novas receitas significativas para governos. A Organização Mundial da Saúde declarou que aumentar os impostos sobre o tabaco é a ‘melhor aposta’, pois traz impactos significativos para a saúde pública e tem boa relação custo-benefício, é barato e viável de implementar.

  • Leis antifumo melhoram a saúde de crianças pequenas

    9 Maio 2014 | Um novo estudo do The Lancet revelou uma melhora significativa na saúde perinatal e infantil após a introdução de uma legislação antifumo em ambientes de trabalho, locais públicos, ou ambos. A meta-análise incluiu 11 estudos avaliando o impacto de cinco leis locais antifumo na América do Norte e seis leis nacionais antifumo na Europa.

  • AVCs em alta, e países de baixa e média renda são os mais afetados

    28 Abril 2014 | Um novo estudo da Global Heart analisou o impacto do consumo de tabaco em acidentes vasculares isquêmicos (AVC)* usando dados do Global Burden of Diseases Study. O estudo revelou que o número de mortes decorrentes de AVCs atribuível ao consumo de tabaco na China, Rússia e Índia, somados, foi maior que as mortes combinadas por AVC para todos os outros 184 países incluídos no estudo.

  • Índice de interferência da indústria do tabaco adverte sobre a influência da indústria em sete países ASEAN

    19 Feb 2014 | A Southeast Asia Tobacco Control Alliance (SEATCA) recentemente publicou um relatório classificando sete países da Association of Southeast Asian Nations (ASEAN) na implementação de políticas que atendem ao Artigo 5.3 da FCTC. Grupos de controle de tabaco em Brunei Darussalam, Camboja, Laos, Indonésia, Malásia, Filipinas e Tailândia trabalharam com a SEATCA para produzir este relatório para a sociedade civil.

  • Guia para conduzir Estudos de Conformidade PPPT agora disponível em sete idiomas

    29 Jan 2014 | Avaliação da Conformidade com as Proibições de Publicidade, Promoção e Patrocínio do Tabaco (PPPT): Um guia sobre “Como fazer para” conduzir Estudos de Conformidade da propaganda no ponto de venda e no mostruário de produtos; publicidade em ambientes externos e embalagem dos produtos”, foi recentemente traduzido para árabe, chinês, francês, português, russo e espanhol. O Guia ajuda defensores que atuam para fortalecer a implementação de leis PPPT, fornecendo informações passo a passo sobre como planejar e conduzir estudos para avaliar a conformidade com as leis que abordam a publicidade no ponto de venda e displays de produtos, publicidade em outdoors e embalagens de produtos. Ferramentas de exemplo de coleta de dados estão inclusas no apêndice.

  • Surgeon General Afirma: Já Basta – Vamos Parar Com O Tabagismo Agora

    17 Jan 2014 | Cinquenta anos atrás, o Surgeon General of the United States publicou um famoso relatório documentando os graves efeitos negativos para a saúde do consumo de cigarros. Desde então, os Estados Unidos têm implementado uma série de políticas para controle do tabaco, e o consumo de tabaco foi reduzido em mais de metade: de 43% em 1965 para 18% hoje. Apesar da queda nos índices de tabagismo, nos últimos 50 anos o tabaco matou mais de 20 milhões de americanos, e o consumo de tabaco continua sendo a principal causa de mortes e doenças evitáveis nos Estados Unidos. The Health Consequences of Smoking – 50 Years of Progress: A Report of the Surgeon General documenta a terrível epidemia de tabaco nos Estados Unidos e detalha a necessidade do uso total, obrigatório e sustentado de intervenções comprovadas para controle do tabaco para reduzir o consumo de tabaco e salvar vidas.

  • Fortes políticas de controle do tabaco urgentemente necessárias para reduzir o consumo de tabaco, apesar da redução nos níveis globais de tabagismo

    08 Jan 2014 | Um novo estudo do JAMA, Journal of the American Medical Association, revelou uma queda significativa nos índices globais de tabagismo entre homens e mulheres; contudo, o número de fumantes no mundo aumentou. O estudo estima níveis de tabagismo, números de fumantes, e números de cigarros consumidos por fumante por dia em 187 países de 1980 a 2012. As estimativas do estudo são baseadas em dados de consumo de pesquisas nacionais e grandes pesquisas multipaíses e dados sobre produção e venda de tabaco.

  • Novo relatório da Lancet destaca tributação de tabaco como uma ferramenta poderosa para eliminar doenças não transmissíveis

    11 Dec 2013 | Um novo relatório publicado pela Commission on Investing da Lancet, intitulado Global Health 2035: A World Converging within a Generation, destaca um novo plano de investimento em saúde para pessoas carentes que visa a atingir ganhos consideráveis de saúde dentro de uma geração. A comissão, formada por especialistas em saúde e economia do mundo todo, descobriu que existe um enorme benefício de se investir em saúde, e que políticas fiscais – em particular impostos sobre o tabaco – são uma alavanca poderosa e pouco utilizada para tratar de doenças não transmissíveis (DNTs).

  • Relatório revela que momento de agir no controle do tabaco na África é agora

    21 Nov 2013 | Um novo relatório da American Cancer Society adverte que, se nenhuma ação for tomada, a África está condenada a ser o "futuro epicentro da epidemia de tabaco." Segundo o relatório, os índices atuais de tabagismo aumentarão à medida que as nações africanas continuarem experimentando crescimento econômico e populacional.

  • Marketing global do tabaco atinge crianças em países de baixa e média renda

    04 Oct 2013 | Um novo estudo do Institute for Global Tobacco Control da Faculdade de Saúde Pública da Johns Hopkins Bloomberg publicado no jornal Pediatrics examina o alcance do marketing do tabaco para crianças de 5 e 6 anos de idade em seis países de baixa e média renda: Brasil, China, Índia, Nigéria, Paquistão e Rússia.

  • Novo recurso oferece orientação sobre estudos relativos à adesão às medidas TAPS

    18 Jul 2013 | Um novo documento de orientação, “Avaliando a adesão às proibições à publicidade, promoção e patrocínio do tabaco (TAPS): Um guia prático para realização de sobre a adesão no tocante à publicidade e exibição de produtos no ponto de venda, publicidade em ambientes externos e embalagem de produtos”, foi elaborado para ajudar os defensores no trabalho para reforçar a efetivação das leis TAPS.

  • Risco de mortes relacionadas ao fumo entre as mulheres nos Estados Unidos aumentou após as mulheres começarem a fumar ‘como homens’

    06 Fev 2013 | Um novo estudo do The New England Journal of Medicine documenta aumentos grandes e persistentes nos riscos de mortes relacionadas ao fumo entre fumantes do sexo feminino nos Estados Unidos ao longo do século 20. Nos Estados Unidos, a partir dos anos 1950, as mulheres começaram a fumar mais como homens, começando em idades mais precoces e fumando em grandes quantidades. Os pesquisadores atribuem o maior risco de morte em decorrência do fumo a essas mudanças de hábitos de consumo.

  • Boletins Novos e Atualizados sobre Tributação e Preços

    07 Nov 2012 | Novos boletins sobre tributação e preços estão disponíveis nos websites da Campanha para Crianças Livres de Cigarros e da Aliança da Convenção-Quadro (FCA). Os novos boletins trazem informações sobre as negociações e exemplos de países de todos os níveis de renda de que aumentar os impostos sobre o tabaco diminui o consumo de tabaco e salva vidas, ao mesmo tempo em que gera novas receitas governamentais.

  • Ampla gama de preços de cigarros entre diferentes países mostra oportunidades para redução no consumo através de ajustes de políticas fiscais

    13 Set 2012 | Em um estudo publicado no Tobacco Control, pesquisadores compararam o preço pago por cigarros em 15 países de baixa e média renda e por bidis na Índia e em Bangladesh e encontraram grandes diferenças nos preços pagos, indicando várias oportunidades de subir os preços do tabaco por meio de ajustes fiscais.

  • Lei 100% Antifumo na Argentina Resulta em Menos Internações Hospitalares

    09 Aug 2012 | Em um estudo publicado no Tobacco Control, pesquisadores revelaram que uma lei 100% antifumo em Santa Fe, na Argentina, resultou em uma redução significativa nas internações hospitalares para o tratamento de síndrome coronariana aguda logo após sua implementação. A síndrome coronariana aguda inclui ataques cardíacos e fortes dores no peito.

  • Defesa com Mídias Baseadas em Evidências é Essencial para Mudanças nas Políticas de Controle do Tabaco

    22  Junho 2012 | Um novo artigo no Salud Pública de México descreve como os defensores do controle do tabaco no México coletaram e comunicaram efetivamente as evidências sobre os benefícios médicos e fiscais gerados pelos impostos do tabaco aos legisladores, à mídia, e ao público durante sua campanha de sucesso para aumentar os impostos do tabaco em 2010. O artigo descreve como os defensores utilizaram mídias conquistadas e pagas para gerar apoio político e público ao aumento dos impostos, utilizando um conjunto de mensagens baseadas em evidências. Os defensores desenvolveram sua campanha estratégica e abrangente de defesa de causa com base em lições aprendidas com iniciativas passadas e com reforço de sua coordenação e colaboração.

  • Defensores Tailandeses Neutralizam Com Sucesso a Interferência da Indústria do Tabaco

    16 Maio 2012 | O International Journal of Environmental Research and Public Health publicou um estudo descrevendo como empresas de tabaco transnacionais usaram múltiplas estratégias para interferir nas legislações para controle do tabaco na Tailândia e como a comunidade de saúde pública conseguiu neutralizá-las com sucesso. Os achados se baseiam em 20 anos de documentação sobre o trabalho de defesa de controle do tabaco, revisão de documentos da indústria do tabaco e entrevistas com informantes-chave.

  • Os Médicos São Fundamentais Para Abordar Lacunas Significativas de Conscientização Sobre os Riscos do Uso do Tabaco Para a Saúde Cardíaca

    24 Abril 2012 | As doenças cardíacas são a maior causa de morte no mundo, e o consumo de tabaco e a exposição ao fumo passivo (SHS) são os principais fatores. Contudo, ainda não há um grande entendimento sobre a ligação entre o uso de tabaco e as doenças cardíacas entre os fumantes de vários países, particularmente em países de baixa e média renda, segundo um novo relatório publicado pela Federação Cardíaca Mundial, Cardiovascular harms from tobacco use and secondhand smoke: Global gaps in awareness and implications for action [Danos cardiovasculares do uso do tabaco e do fumo passivo: lacunas globais de conscientização e implicações para ação].

  • Novo Atlas do Tabaco Revela Que o Lucro da Indústria Foi Equivalente a US$6.000 Para Cada Morte Causada Pelo Tabaco

    13 Abril 2012 | A American Cancer Society e a World Lung Foundation lançaram o The Tobacco Atlas, Quarta Edição, uma fonte de referência para uso dos defensores na luta global para um controle mais rigoroso do tabaco. A ferramenta contém informações sobre produtos de tabaco, índices de uso do tabaco, danos e mortes causados pelo uso do tabaco e pela exposição ao fumo passivo, custos econômicos do tabaco, a indústria do tabaco, e soluções eficazes para prevenir e reduzir o uso de tabaco. O website The Tobacco Atlas, que será atualizado para fornecer as melhores e mais recentes evidências disponíveis, também inclui folhas de dados de países.

  • Leis nacionais antifumo não aumentam o fumo dentro de casa

    19 Março 2012 | Um estudo publicado recentemente no Tobacco Control conclui que leis antifumo não fazem com que os fumantes fumem mais em casa. O estudo se baseia em dados de 4.634 entrevistados que participaram de Pesquisas Europeias para Avaliação de Políticas Internacionais de Controle do Tabaco na Irlanda, França, Alemanha e Holanda, tanto antes quanto após a entrada em vigor de legislações nacionais para controle do tabaco. Além de questionar os entrevistados sobre seus hábitos de fumo, as pesquisas também perguntaram se os fumantes proibiam voluntariamente o fumo dentro de suas próprias casas.

  • Lei 100% antifumo no Uruguai reduz as internações hospitalares para casos de ataque cardíaco em 22%

    16 Fev 2012 | Um estudo recém-publicado na Tobacco Control revelou que a lei 100% antifumo adotada no Uruguai em 2006 está associada a uma redução considerável nas internações hospitalares por ataque cardíaco. Pesquisadores analisaram relatórios de internações de 37 hospitais, representando 79% das internações no país por um período de quatro anos, incluindo dois anos antes e dois anos após a adoção da lei nacional 100% antifumo em 2006. Esse é o primeiro estudo para examinar tendências nacionais de internações hospitalares para ataques cardíacos após a implementação de uma política 100% antifumo na América Latina.

  • Novo estudo sobre os efeitos econômicos das proibições de exposição

    10 Maio 2011 | Um recente estudo publicado no Tobacco Control revelou que a proibição de exposição em pontos de venda (PDV) na Irlanda não teve efeitos de curto prazo significativos sobre o faturamento de varejistas além de padrões sazonais ou uma tendência de queda de consumo generalizada. Os achados se baseiam em análises de dados semanais de vendas de varejo de 2006-2009 e dados de auditoria bimestrais de 2007-2009 coletados por AC Neilson, Irlanda.

  • Grupos de Frente e Atividades da Indústria do Tabaco no Sudeste Asiático

    17 Nov 2010 | Um relatório da Aliança do Sudeste Asiático para Controle do Tabaco (SEATCA) revelou que as estratégias usadas pela indústria do tabaco exageram e interpretam erroneamente o impacto do controle do tabaco.

Compare as leis de diferentes países lado a lado

Leis para Controle do Tabaco